logo

Notícias

Recolhimento de INSS atrasados

É possível fazer o recolhimento em atraso do INSS, pode ser feita a contribuição do INSS retroativa, para tanto é preciso que o contribuinte tenha como comprovar que exerceu atividade remunerada no intervalo que ficou sem contribuir ao órgão Federal Previdenciário.

Sendo assim, a pessoa precisa ter documentos que possam comprovar que trabalhou, como inscrição de autônomo na prefeitura, notas fiscais, contrato com empresa ou com pessoa física para quem prestava serviços (reunindo indícios de sua atuação, recibos, comprovante e Imposto de Renda, por exemplo), entre outros.

O INSS vai analisar caso a caso solicitado, e para que o trabalhador leve a documentação para que o órgão verifique se há a comprovação da atividade, será necessário que ele agende o atendimento pelo telefone 135 ou pelo sitewww.previdencia.gov.br.

Em seguida, após encaminhar os documentos, a agência da Previdência vai emitir guias para que o contribuinte faça o recolhimento dos atrasados.

É necessário atenção com esse tipo de requerimento junto a Previdência, por exemplo, trabalhadores que não foram registrados no tempo de atuação de serviços, e que hoje precisam buscar a contagem de tempo para fins de aposentadoria, o trabalhador precisará entrar com ação trabalhista contra a empresa, para só então poder comprovar o vinculo empregatício e pedir o recolhimento das contribuições do INSS (dos 5 últimos anos), já que a legislação prescreve anos retroativos a esse tempo.

Com tudo, antes de formular esse tipo de requerimento é preciso analisar.

Sugerimos uma boa acessória advocatícia especializada para dirimir quaisquer dúvidas sobre o assunto.

Mª Alana M.Scramin

Contadora